gtag('config', 'UA-149275995-1');

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Em visita ao Maranhão, Bolsonaro inaugura obras de trecho da BR-135 e entrega novo 'panelodrómo'

Pela primeira vez, desde o início do mandato, o presidente Jair Bolsonaro visita o Maranhão. O presidente chegou ao Estado, nesta quinta-feira (29), para ir a obras em São Luís e em Imperatriz, segunda maior cidade do estado.

Logo que chegou à capital, Bolsonaro encontrou apoiadores e, sem máscara, interagiu com o grupo. O item de proteção é obrigatório no estado.

A primeira agenda do presidente foi por volta de 11h30, ocasião em que ele fez uma visita técnica às obras de restauração da BR-135, no quilômetro 37, e inaugurou um trecho de 3,7 km entre São Luís e o município de Bacabeira. Até o fim do ano, a promessa é que sejam restaurados 11 km da via, única de acesso rodoviário à ilha de São Luís.

Entrega do 'pandelodrómo'

Por volta das 14h30, Bolsonaro participou da entrega do 'Panelodrómo', um complexo gastronômico da culinária popular em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão. Com 3 mil metros quadrados, o espaço deve abrigar os comerciantes que vendem a 'panelada', um prato típico da região.

Ao chegar ao município, o presidente se encontrou com apoiadores na saída do aeroporto. Sem máscara, ele interagiu com o grupo e uma aglomeração se formou no local. Desde maio, o uso de máscara é obrigatório do Maranhão, segundo decreto do governo do Estado.

Ainda na cidade, Bolsonaro fez a entrega de pontos de internet ilimitada para áreas remotas da região. De acordo com o governo federal, a ação deve beneficiar 3 mil pessoas que vivem na cidade de Balsas, Açailândia e Imperatriz.

A agenda do presidente no Maranhão, que tem a companhia dos ministros do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno; da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas; das Comunicações, Fábio Faria; do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; e de Governo, Luiz Eduardo Ramos, termina às 16h, quando eles retornam à Brasília.

Presidente diz que refrigerante rosa é 'boiolagem'

Após a agenda oficial, o presidente foi a um bar e tomou um refrigerante fabricado no estado. Ao tomar a bebida, de coloração rosa, o presidente deu risada e fez comentário homofóbico.

O momento foi transmitido em uma live, por volta de 12h, em uma rede social do presidente.