domingo, 19 de janeiro de 2020

Reitor da UFC Cândido Albuquerque publica texto “Explicação Necessária” no Facebook onde afirma ter pago todas  as contas, conseguido R$ 30 milhões para concluir obras e diz que a universidade “vive clima empolgante“  


“Durante a campanha para Reitor, tornei clara a intenção de assumir a Reitoria mesmo que não fosse o mais votado, mas seguindo as regras de um processo seletivo complexo, em que a legitimação para gerir a instituição se alcança não somente no âmbito interno da comunidade universitária, mas também perante toda a sociedade. Naquele momento, avisei que o objetivo era imprimir um novo e moderno ritmo administrativo à UFC, o que incluía planejar a Universidade e combater todo tipo de privilégio e ações de aparelhamento que representassem prejuízo às atividades essenciais (ensino, pesquisa, extensão)da UFC. Mostrei o absurdo que eram as dezenas de obras inacabadas e abandonadas, incluindo-se, nesta relação, o Campus de Itapajé, onde foram literalmente enterradas dezenas de milhões de reais, e está lá, fechado, sem água sequer. Alguém sabe quem foi o principal responsável por esse verdadeiro desatino administrativo? 
Pois bem! As minhas afirmações sempre foram vistas como uma ameaça por uma pequena parcela da comunidade, adormecida nos braços de privilégios inaceitáveis, incluindo a destinação de bolsas fora dos critérios legais. Aliás, os últimos quatro reitores eram vices, que sucederam, sem nenhum debate profundo, os titulares. (As conveniências, na sucessão, eram ideológicas.)
Estamos cumprindo o prometido! 
Terminamos o ano de 2019 com todos os compromissos financeiros pagos, e mais: apesar das restrições orçamentárias, investimos R$ 11,4 milhões em dezembro de 2019 e já asseguramos R$ 30 milhões para investir em 2020, com o que, se Deus permitir, vamos concluir as principais obras paralisadas! Acabamos com o comodismo afetado e fomos ao trabalho! 
Asseguramos a integralidade das bolsas estudantis para 2020, inclusive as do PACCE, onde as distorções e privilégios eram gritantes, mas impondo a disciplina legal própria do PNAES, e contemplamos os Campi de Russas e Crateús com o programa PET, o que era um sonho antigo! Ou seja, acabamos com a farra das bolsas. Implantamos o TaxiGov, primeiro do Estado do Ceará, com o que, além de eficiência e transparência, vamos combater privilégios e economizar em torno de R$ 1 milhão por ano! 
O descortinar desse novo tempo despertou, em parcela da comunidade acadêmica, a ira própria dos radicais, os quais, desalojados de vícios e privilégios antigos, incluindo-se aí gratificações pessoais usufruídas havia anos, lançaram-se, com fúria, contra o Reitor e as mudanças postas em movimento.
Nem mesmo a queda vertiginosa da UFC nos principais rankings internacionais, apesar das ilhas de excelência, serviu de alerta. O novo e empolgante clima que já se instalou na Universidade, guiado pelo discurso da busca da excelência acadêmica e dos resultados já apontados, ao invés de convencer os radicais, despertou neles a certeza de que velhos vícios e privilégios* não voltarão, o que alimentou o ódio! 
A face cruel desse embate entre a eficiência e o desmando restou desnuda nas solenidades de colação de grau: ABSOLUTO DESRESPEITO aos formandos e seus familiares! Qual a lógica de o sindicato impedir a festa maior da academia? O que esperavam como resultado prático, além de estampar no rosto dos pais a frustração causada pelo radicalismo do ato? 
Compreendemos a dor dos familiares e desejamos aos novos profissionais sucesso e muitas realizações. 
Por fim, mesmo carregando as marcas deixadas pela incompreensão de alguns, manteremos inabalável o propósito de modernizar a nossa UFC, situando-a como a maior e mais eficiente universidade brasileira!”!

AVANTE UFC!!!

Continua em exibição a exposição Retratos, de Bob Wolfenson, no Museu da Fotografia de Fortaleza com entrada gratuita

Continua em exibição a exposição Retratos, de Bob Wolfenson, que traz mais de 150 fotografias, várias delas ainda inéditas, feitas pelo fotógrafo ao longo de 45 anos.
Entre os retratados, nomes como Hélio Oiticica, Fernanda Montenegro, Caetano Veloso, Taís Araújo, Marília Gabriela, Lázaro Ramos, Camila Pitanga, Anitta, Ludmilla, Laerte, Zé Celso, Lula, Fernando Henrique Cardoso, Paulo Maluf, Luiza Erundina, Eduardo Suplicy, Pelé, Ronaldo e muitos outros. Um programa imperdível para estas férias.

Mais 11 lotes de cerveja Backer estão contaminados, informa ministério


O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou no início da noite deste sábado (18), os resultados de análises que detectaram a presença do contaminante dietilenoglicol em mais 11 lotes de cervejas Backer.

Até o momento, dez produtos da Cervejaria Backer testaram positivo para as substâncias tóxicas: Belorizontina, Capixaba, Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown, Backer D2, Corleone e Backer Trigo. Até o momento, as análises realizadas pelos laboratórios federais de Defesa Agropecuária constataram 32 lotes contaminados.

Diante do risco iminente à saúde pública, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou ontem (17) a interdição de todas as marcas de cerveja Backer com data de validade igual ou posterior a agosto de 2020.
O Mapa também definiu, com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, os procedimentos para intimar a empresa a fazer recall dos produtos em que já foi constatada a contaminação, bem como dos produtos que ainda não tiveram a idoneidade e segurança para o consumo comprovadas para o consumidor. A medida é preventiva e vale para todo o Brasil.
Veja os lotes contaminados:


Cearense assume cargo no governo do Distrito Federal



O cearense Cláudio Nelson Brandão Neto foi nomeado subsecretário de Educação do governo do Distrito Federal, em Brasília. Ele vai cuidar da infraestrutura, projetos de melhoria das condições das escolas.

“É o resultado do meu trabalho, esforço e aperfeiçoamento”, disse o jovem que segue a mesma caminhada dos executivos da família que atuam no serviço público. 

Prefeito Roberto Cláudio autoriza obras de saneamento e urbanização em 78 ruas do bairro Ancuri


O prefeito Roberto Cláudio, acompanhado do secretário municipal de Governo, Samuel Dias, assinou, na manhã deste sábado (18/01), a ordem de serviço que autoriza a execução de obras de urbanização, drenagem e saneamento em 78 ruas do bairro Ancuri. A iniciativa, oriunda do Programa Mais Ação, irá garantir mais qualidade de vida aos fortalezenses residentes em territórios vulneráveis da Cidade.

O projeto prevê obras de urbanização, infraestrutura viária com nova pavimentação, padronização de calçadas e implantação de rede de saneamento básico nos trechos onde há ausência de esgotamento sanitário. Para a finalidade, estão sendo investidos cerca de R$ 14,2 milhões.

Seegundo o Prefeito, a expectativa é de transformar positivamente realidades sociais por meio de uma ação esperada há décadas, viabilizada por meio de um conjunto de novos investimentos que a Prefeitura fez em parceria com bancos internacionais. “Estamos contemplando comunidades onde a infraestrutura não acompanhou o crescimento populacional. Com as intervenções, os moradores poderão entrar e sair de suas casas, tendo acesso a uma estrutura adequada, longe de esgoto a céu aberto, de insetos, de doenças. Com isso, ganha a mobilidade, o meio ambiente, a saúde e a segurança”, destacou.

Domingos Neto lança prestação de contas “preto no branco”



Na linguagem política de Brasília só vale o que publicado, empenhado para ser pago. Relator do Orçamento e líder do PSD na Câmara dos Deputados, Domingos Neto tem conseguido muitos recursos para municípios cearenses. 


O prefeito Roberto Cláudio agradeceu, em público, pelos cerca de R$ 65 milhões destinados à cidade de Fortaleza. 

Em novo formato de prestar contas do ano de trabalho parlamentar, o deputado Domingos Neto importou de Brasília o estilo “preto no branco”, ou seja, está entregando aos prefeitos que apoia a prestação de contas dos recursos conseguidos em 2019 e liberados o que  empenhamos para 2020. Na linguagem cearense, “matou a cobra e mostrou o pau”. 

Projetos do Fecop impactam a vida de 3,8 milhões de cearenses

Para ver chegar a bonança nas terras de onde tira o sustento, Dona Dira Fernandes, de 56 anos, moradora de Tauá, no Sertão dos Inhamuns, recorre ao santo padroeiro dos cearenses. Ela e cerca 155 mil agricultores iniciam cada ano que chega pedindo a São José água e mais que isso: chances para plantar e seguir a vida. Nesse momento, além da fé, entra uma ajuda importante do Governo do Ceará: o Projeto Hora de Plantar, iniciativa da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) que entrega nas mãos de agricultores familiares, de todas as regiões do estado, sementes com alto grau de germinação para gerar renda e sustentabilidade a milhares de famílias.

O Hora de Plantar é um dos projetos do Governo do Ceará financiados pelo Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Entre 2004, quando teve início a operacionalização do Fundo, e 2019, o volume de recursos aplicados anualmente saltou 422,4%, passando de R$ 112,5 milhões para R$ 587,8 milhões. 

Com relação ao número de pessoas atendidas pelos projetos financiados pelo Fecop, o crescimento supera 2.944%. Em 2004, apenas 124.820 pessoas, distribuídas em 21 municípios, foram beneficiadas. Já em 2019, os projetos do Fecop impactaram a vida de aproximadamente 3,8 milhões de cearenses em todos os 184 municípios. No acumulado de 2004 até o ano passado, o Fecop aplicou mais de R$ 4,9 bilhões em 1.818 projetos voltados para a melhoria das condições socioeconômicas da população cearense.

Com os recursos do Fecop, 3.140 mil toneladas de sementes de feijão, milho e sorgo, além de 5 mil m3 de maniva de mandioca, 4,5 milhões de raquetes de palma forrageira e 620.500 mudas frutíferas, de caju anão precoce e de mudas de essências florestais e nativas, garantirão, neste ano, impacto positivo na vida de quem só quer plantar para viver.

BNB é lider em desempenho entre bancos dos BRICS aponta ranking da britânica The Banker



Em seu último ranking anual de bancos, divulgado neste mês, a publicação britânica The Banker decidiu desenvolver um novo modelo para examinar o desempenho das instituições financeiras com base em 18 indicadores diferentes em oito categorias principais: crescimento, lucratividade, eficiência operacional, qualidade dos ativos, retorno do risco, liquidez, solidez e alavancagem. Ao fazer o corte para o grupo dos BRICS (Brasil, Russia, Índia, China e África do Sul), o Banco do Nordeste apareceu como o primeiro colocado geral em performance.

Atentem para esse trecho da reportagem da The Banker: “O Banco do Nordeste do Brasil, o Alfa Bank (Rússia), o HDFC Bank (Índia), o China Construction Bank e o African Bank (África do Sul) foram os primeiros no ranking de Bancos com melhor desempenho em cada um de seus respectivos países – embora, curiosamente, nenhum seja o maior nacionalmente por capital de nível 1. Por exemplo, o Banco do Nordeste e o African Bank são os respectivos sétimo e oitavo maiores em seus países, mostrando que ser o maior não garante o melhor desempenho”.

A reportagem da revista, que pertence ao grupo britânico Financial Times, relata que “cada um dos cinco principais bancos obteve pontuações diferentes em nossos oito indicadores de desempenho, mas todos têm em comum um ranking superior em eficiência operacional – uma medida baseada na relação custo-benefício em 2017 e 2018 – demonstrando a importância dessa métrica para garantir um bom desempenho geral”.

Aqui, a The Banker explica o motivo pelo qual o Banco do Nordeste, principal órgão do Governo Federal com sede em Fortaleza, encabeça a lista: “A economia gaguejante do Brasil criou um ambiente desafiador para seus bancos nos últimos anos. Por exemplo, apenas três dos 10 bancos da nossa amostra viram seus lucros antes de impostos aumentar ano após ano entre 2017 e 2018. De todos os bancos brasileiros da nossa amostra, o Banco do Nordeste do Brasil lidera o caminho. Além de sua melhor colocação em eficiência operacional, ocupa o segundo lugar no ranking de liquidez (uma medida baseada nos índices de empréstimos para ativos e empréstimos / depósitos) e no ranking de alavancagem (uma medida baseada no total do passivo sobre o total de ativos)”.

MPF requer nacionalização do salário-maternidade à mulher indígena

Procuradores pedem na Justiça que salário-maternidade a mulheres indígenas, menores de 16 anos, em agência do INSS no Pará passe a ter abrangência nacional.

O Ministério Público Federal recorreu esta semana ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, para que a sentença que obrigou o INSS - Instituto Nacional do Seguro Social - a conceder, no Pará, salário-maternidade a mulheres indígenas menores de 16 anos seja válido em todo país.

O INSS alega que menores de 16 anos não teriam o período de trabalho considerado necessário para a concessão do salário-maternidade.

Em abril de 2019, a Justiça Federal determinou por liminar que o INSS garantisse o benefício por considerar que a limitação etária não pode servir de empecilho à concessão do salário-maternidade, desde que comprovada a qualidade de segurada especial, o período de carência e o nascimento do filho. A ação foi movida pela Defensoria Pública da União.

É considerado segurado especial o índio reconhecido pela Funai independentemente do local onde resida, desde que exerça a atividade rural em regime de economia familiar e faça dessas atividades o principal meio de vida e de sustento.

O indígena pode acessar os seguintes benefícios: auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, aposentadoria por idade, salário maternidade e auxílio-acidente.

A apelação do MPF, agora é para garantir a abrangência nacional. Para os procuradores, não existe lógica proteger uma mulher indígena menor de 16 anos em uma agência do INSS localizada no Estado do Pará e não garantir o mesmo direito em uma agência localizada, por exemplo, no Amapá.

Sobe para 29 total de mortos em incêndios na Austrália

Subiu hoje (19) para 29 o total de mortos nos incêndios na Austrália. Um homem de 84 anos com queimaduras graves morreu Sidney.
Ele estava hospitalizado desde 31 de dezembro por causa de queimaduras sofridas nos incêndios na localidade de Cobargo.

Nas últimas horas, a chuva e a descida de temperaturas estão ajudando os bombeiros a conter dezenas de focos ativos dos incêndios em Vitória e Nova Gales do Sul, o estado mais afetado pelo fogo e onde se registraram 21 mortos.
Desde que começaram, em setembro, os incêndios nas áreas verdes da Austrália devastaram uma área de mais de oito milhões de hectares, o equivalente ao tamanho da Irlanda, e estima-se que tenham matado milhares de animais selvagens.

Whatsapp foi o app mais baixado no Brasil e no mundo em 2019

O aplicativo, ou app, Whatsapp foi o que apresentou o maior número de usuários no mundo e no Brasil. A informação é do relatório “Estado do Mundo Móvel 2020”, da consultoria App Annie, levantamento mais renomado sobre o mercado de aplicativos. O documento mostrou também que os brasileiros estão em terceiro no ranking de quem mais passa tempo utilizando esses programas.

No ranking mundial de mais usuários mensais, o Whatsapp ficou no topo. A lista evidencia a manutenção do domínio do Facebook, empresa que controla o app de mesmo nome, o FB Messenger, o Instagram e o próprio Whatsapp. Tomando números absolutos, o ranking é completado por apps chineses, em um mercado turbinado pela grande população do país.


(Agência Brasil)

Sobe para seis o número de mortos devido a chuvas no Espírito Santo

Um novo balanço, divulgado na tarde deste sábado (18) pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social estadual, informa que subiu para seis o número mortos devido à forte chuva que atinge a região Sul do Espírito Santo desde ontem (17).

Três pessoas morreram no município de Iconha. Em Alfredo Chaves, onde foi registrado o maior volume de chuvas (foram 249,4 milímetros nas últimas 24 horas), duas pessoas morreram soterradas no distrito de Cachoeirinhas e uma morte foi registrada no distrito de Recreio.


O rompimento do Dique de Limeira, localizado entre Limeira e Jabaquara, provocou inundação em parte do distrito, deixando 20 famílias desabrigadas. Elas foram encaminhadas para o Centro de Convivência de Limeira, no município de Anchieta.
Em Iconha, uma passarela e duas pontes desabaram, o Hospital Danilo Monteiro de Castro foi inundado até o segundo andar, além de carros e árvores arrastados pela correnteza. Em Alfredo Chaves, barreiras caíram na localidade de São Marcos, uma ponte desabou e há pontos de alagamento em toda a cidade.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, houve deslizamento de terra na BR-101, na altura do quilômetro 434, e a pista ainda está parcialmente interditada. Na BR-262, foi registrado deslizamento próximo ao quilômetro 78, e a via também segue parcialmente interditada.

(Agência Brasil)

sábado, 18 de janeiro de 2020

Secretária executiva do Esporte visita Titanzinho e conhece projetos de surf



Na manhã deste sábado (18), a secretária executiva do Esporte do Governo do Estado, Jade Romero, visitou a praia do Titanzinho, em Fortaleza. 

Na ocasião, a secretária esteve com Amélio Júnior, presidente da Federação de Surf do Ceará e conversou com moradores e atletas da região sobre projetos de surf desenvolvidos na região.

CDL na maior feira de varejo do mundo em Nova York 


Uma comissão cearense embarcou para Nova Iorque, com o objetde visitar a maior feira do varejo do mundo, a NRF, que acontece nessa semana, atraindo os olhos dos empresários do ramo para as inovações e tecnologias. 

O presidente da CDL de Fortaleza, Assis Cavalcante, o filho Eduardo Cavalcante, juntamente com outros membros da diretoria das Óticas Visão, estão presentes no evento, em busca de mais conhecimento no varejo e experiências.

Orçamento da União é sancionado sem vetos


O presidente Jair Bolsonaro sancionou sem vetos o Orçamento da União para 2020. O texto será publicado no Diário Oficial na segunda-feira (20). Esse foi o primeiro orçamento impositivo da União e define as despesas e receitas para este ano.
O relator do Orçamento, deputado federal Domingos Neto (PSD) considera a sanção da lei sem vetos uma vitória do diálogo no Congresso Nacional.

“Esse entendimento envolveu representantes de setores da sociedade, deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. Foi necessário buscar o diálogo como forma de atender às demandas e conciliar as despesas. Foi um esforço conjunto  que traduz a necessidade de buscar o desenvolvimento do Brasil e, mais especificamente, do nosso Estado”, destacou Domingos Neto. 
Divisão dos recursos:

Ministério da Saúde: R$ 135 bilhões;
Ministério da Educação: R$ 103 bilhões;
Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações: R$ 11,794 bilhões;
Ministério da Justiça e Segurança Pública: R$ 13,9 bilhões;
Ministério da Defesa: R$ 73 bilhões;
Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos: R$ 637 milhões;
Ministério do Turismo: R$ 1 bilhão;
Bolsa Família: quase R$ 30 bilhões;
Previdência: inicialmente, a previsão é gastar R$ 677 bilhões, mas deverá ser maior devido ao aumento do salário mínimo;
Despesas com pessoal: R$ 344 bilhões.