domingo, 12 de julho de 2020

Prefeitura de Juazeiro do Norte informa mais quatro óbitos por coronavírus no município

A Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte, por meio da Secretaria da Saúde, lamenta comunicar que foram confirmados mais quatro óbitos por coronavírus no município. Ao mesmo tempo, solidariza-se com os familiares dos pacientes.

Os óbitos ocorreram entre os dias 07 e 12 de julho. Trata-se de uma mulher, de 61 anos, com doença cardiovascular e diabetes; um homem, de 83 anos, sem comorbidade; um homem, de 79 anos, com doença cardiovascular crônica; e uma mulher, de 81 anos, sem comorbidade.

Até a tarde deste domingo (12), o Município notificou 18.799 pacientes, dos quais 11 são casos suspeitos que aguardam os resultados dos exames, 12.609 casos descartados e 6.179 casos confirmados. Entre os pacientes confirmados há 70 hospitalizados, 3.303 em isolamento domiciliar, 2.649 que já estão recuperados, e 157 óbitos.

A ampliação da realização de testes rápidos tem possibilitado detectar mais pessoas infectadas, o que viabiliza as orientações quanto ao isolamento domiciliar e quanto ao tratamento adequado à necessidade de cada caso.

Os atendimentos dos casos suspeitos e confirmados foram descentralizados para as Unidades Básicas de Saúde, e os leitos para internamento foram ampliados com a implantação da Unidade de Combate ao Covid-19 e do Hospital de Campanha.

A Prefeitura Municipal segue desenvolvendo as ações de enfrentamento à pandemia do coronavírus, alinhada com as medidas do Governo do Estado do Ceará, e reforça junto à população a necessidade da adoção de todas as medidas preventivas para conter a disseminação da doença, como uso de máscara, a higienização das mãos e o isolamento social.

SBT vai transmitir final do Carioca na TV aberta


A grande decisão do campeonato carioca, quarta-feira da próxima semana, dia 15, terá transmissão pela TV aberta pelo SBT. É isso que está combinado até agora. Neste domingo, provavelmente só com a FluTV, será disputado o primeiro jogo e a final, mando do Flamengo, com a transmissão do SBT.

“Está tudo combinado e conversado, só falta mesmo assinar o contrato” é o que assegura um dos diretores da emissora, que prefere não ter seu nome revelado.

O que se sabe é que a negociação evolui na tarde desta sexta-feira e o negócio foi sacramentado no começo da noite. Desta forma, a geração da partida será da mesma empresa que opera a FlaTV, usando juntos o mesmo sinal base, mas com equipes de transmissão diferentes. Téo José é o nome pretendido pelo SBT, caso seja liberado pelo Fox Sports.

SBT transmitir futebol é sempre uma grande novidade, porém vale lembrar que em junho de 1995, o SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio em duas partidas. O clube paulista derrotou os gremistas nos dois jogos da decisão – 2 a 1, no Pacaembu, e 1 a 0 Olímpico – e se sagrou campeão do torneio pela primeira vez.

Ceará não registra mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Número de recuperados passa de 110 mil


O Ceará não registrou mortes decorrentes da covid-19 nas últimas 24h, de acordo com boletim divulgado pelo IntegraSUS às 9h08 deste domingo (12). A plataforma da Secretaria da Saúde informa que, até a manhã de hoje, o estado soma 110.151 recuperados e 136.759 casos da doença. 
70.034 casos ainda estão em investigação. 

O número de mortes desde o início da pandemia chegou a 6.867. A taxa de letalidade é de 5%. Fortaleza é a cidade com o maior número de casos, com 38.105, seguido por Sobral, com 8.436; Maracanaú, com 4.404; Caucaia, com 4.349; e Juazeiro do Norte, com 4.112.

Novas regras do plano de retomada das atividades econômicas começam a valer nesta segunda-feira (13), na capital cearense. Conforme decreto publicado na edição de ontem (11) do Diário Oficial do Estado, barracas de praia e partidas de futebol passam a ser liberadas. 

As padarias e cafés tiveram seu horário de funcionamento ampliado. Agora, podem abrir das 6h até às 16 horas. Antes o funcionamento só era permitido a partir das nove horas da manhã. Agências de turismo também foram autorizadas a funcionar em horário comercial. O novo decreto tem validade até o dia 20 de julho.

TV Diário transmite jogos de Ceará e Fortaleza na volta do Cearense 2020

A volta do Campeonato Cearense 2020 já tem data marcada, e o Sistema Verdes Mares vai levar toda a emoção do retorno do futebol para a sua casa. A rodada de reestreia do Estadual terá transmissão especial dos veículos do SVM para ninguém perder nenhum lance e matar a saudade da bola rolando. 
O jogo que reabre a sexta rodada do Cearense, Barbalha X Ceará, acontece no Estádio Franzé Morais (Cidade Vozão), às 9h desta segunda-feira (13), e será transmitido ao vivo pela TV Diário (canal 22.1) e pela Rádio Verdes Mares (Verdinha - AM 810).
Mais tarde, às 18h, é a vez do Fortaleza invadir a sua telinha. A TV Diário também transmite o jogo entre o Tricolor de Aço e o Guarany de Sobral, assim como a Rádio Verdes Mares.
Os gols e resultados dos jogos de Ceará e Fortaleza também podem ser conferidos nos telejornais da TV Verdes Mares e TV Diário, assim como nos sites do Sistema Verdes Mares.
Serviço:
Barbalha X Ceará - 9h
Transmissão: TV Diário, Rádio Verdes Mares (ao vivo) / Diário do Nordeste e globoesporte.com/ce (tempo real)
Guarany X Fortaleza - 18h
Transmissão: TV Diário, Rádio Verdes Mares (ao vivo) / Diário do Nordeste e globoesporte.com/ce (tempo real)

Camilo Santana: "PT e PDT têm mais convergências do que divergências"


Em entrevista publicada pela IstoÉ nesta sexta-feira 10/VII, o governador do Ceará Camilo Santana (PT) comentou sobre as últimas discussões públicas entre Ciro Gomes e o ex-presidente Lula.

Na quinta-feira 9/VII Ciro afirmou que "Lula é uma pessoa que se afastou da vida do povo brasileiro, ele se corrompeu. E infelizmente hoje ele é parte do problema". Em resposta, no dia seguinte, Lula afirmou que o ex-ministro está com "más companhias" e "não fez por merecer" o apoio do PT.

O governador Camilo Santana, por sua vez, tenta esfrias os ânimos da briga:

"Eu defendi na última eleição, já que o ex-presidente Lula não poderia ser candidato, que o PT apoiasse o Ciro Gomes. Disse publicamente que a chapa deveria ser Ciro e Haddad, até porque considerava que era um projeto que pudesse retomar o avanço do conhecimento, da retomada dos direitos sociais e infelizmente não foi possível", disse o governador ao diretor de redação de IstoÉ, Germano Oliveira. "Eu vou continuar acreditando que os partidos PT e PDT têm muito mais convergências do que divergências. Continuarei defendendo aproximação e que possamos caminhar juntos, não só aqui no Ceará, mas também no Brasil".

Ele continua: "eu não abro mão de debater a construção de uma aliança. Lutarei até o último momento. Tem que deixar as mágoas a as questões individuais de lado e pensar na união do país, no bem do Brasil".

Camilo Santana, ao final, também falou sobre a necessidade de "autocrítica" de seu partido: "o único caminho que nós temos para transformar o Brasil e melhorar a vida das pessoas é através da política. Temos que dialogar com todos os setores do Brasil, da centro esquerda à esquerda e progressistas que querem construir um projeto de país. O PT precisa se reinventar, reciclar, abrir diálogo com outros segmentos e fazer sua autocrítica. Isso faz parte da vida pública de qualquer partido ou de qualquer homem público. O PT errou muito nesse tempo todo".

Assista a entrevista completa no site de IstoÉ.

O mito político e o mito da caverna


Arnaldo Santos 
Jornalista, sociólogo e doutor em Ciências Políticas

A ascensão inesperada da direita, se assim podemos conceituar a linha de pensamento que está no poder, mergulhou o Brasil em uma crise com dimensões intelectuais, morais, político-sociais e econômicas, sem precedentes em sua história recente. 


Leia maishttps://portalinvestne.com/2020/06/28/o-mito-politico-e-o-mito-da-caverna/

Eleições 2020: prazo final para registro de candidatos vai até 26 de setembro


Emenda Constitucional (EC) nº 107/2020, promulgada pelo Congresso Nacional no dia 2 de julho, adiou o primeiro e o segundo turno das Eleições Municipais deste ano, respectivamente, para os dias 15 e 29 de novembro, em razão da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Com a prorrogação do pleito, também foram fixadas novas datas para outras fases do processo eleitoral de 2020, entre elas a de registro dos candidatos escolhidos em convenções partidárias. O prazo final para a apresentação do pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral, inicialmente definido para 15 de agosto, passou para o dia 26 de setembro.
Ao participar da sessão solene de promulgação da Emenda Constitucional no Congresso, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, destacou que mais de 140 milhões de eleitores estão aptos a votar nas eleições de novembro. O ministro estimou em mais de 700 mil os candidatos que disputarão as 5.568 vagas de prefeito e as milhares de cadeiras de vereador no pleito. Nas Eleições Municipais de 2016, a Justiça Eleitoral recebeu um total de 496.927 pedidos de registro para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador.
Resolução TSE nº 23.609/2019, que trata da escolha e do registro de candidatos para as Eleições 2020, contempla normas dispostas na Constituição Federal, no Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965), na Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.096/1995), na Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) e na Lei de Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/1990), entre outras.
Exigências e registro
Para ser candidato, a Constituição Federal exige do cidadão a nacionalidade brasileira, o pleno exercício dos direitos políticos, o alistamento eleitoral, o domicílio eleitoral na respectiva circunscrição, a filiação partidária – portanto, as candidaturas avulsas estão proibidas – e a idade mínima fixada para o cargo eletivo almejado.
Para concorrer a cargos de prefeito ou vice-prefeito, o candidato precisa ter 21 anos e, para disputar uma vaga de vereador, deve ter 18 anos. A idade mínima para ocupar o cargo é verificada tendo como referência a data da posse. Além disso, para concorrer, o postulante a um cargo eletivo precisa estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, não pode ser devedor de multa eleitoral.
A Resolução TSE nº 23.609/2019 estabelece que qualquer cidadão pode concorrer às eleições desde que cumpra as condições constitucionais e não esteja impedido por qualquer causa de inelegibilidade prevista em lei. Pelo texto, para disputar o pleito, o candidato deverá possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição e estar com a filiação deferida no partido político pelo qual pretende concorrer seis meses antes das eleições.
Cada partido político ou coligação poderá solicitar à Justiça Eleitoral o registro de um candidato a prefeito e um a vice-prefeito. Somente partidos poderão requerer o registro de candidatos a vereador, no limite de uma vez e meia ao do número de vagas disponíveis na Câmara Municipal.
Os pedidos de registro de candidatura devem ser apresentados pelos partidos políticos e coligações aos respectivos juízes eleitorais. O pedido será elaborado no Módulo Externo do Sistema de Candidaturas (CANDex), disponível nas páginas eletrônicas dos tribunais eleitorais.
No caso de o partido político ou coligação não solicitarem o registro de seus candidatos, estes poderão requerer o registro no prazo máximo de dois dias após a publicação do edital de candidatos do respectivo partido ou coligação no Diário de Justiça Eletrônico (DJe).
A resolução traz todo o rito da tramitação do pedido de registro de candidatura nas instâncias da Justiça Eleitoral.
Documentos necessários
Os pedidos de registro de candidaturas devem vir acompanhados do Demonstrativo de Regularidade dos Atos Partidários (Drap), que é o documento que atesta a realização da convenção partidária e a escolha de candidatos. Além do Drap, também devem ser apresentados o Requerimento de Registro de Candidatura (RRC) e o Requerimento de Registro de Candidatura Individual (RRCI). Esses formulários são gerados pelo CANDex da Justiça Eleitoral e precisam ser assinados pelo respectivo dirigente partidário com jurisdição no município.
Tanto o RRC quanto o RRCI devem vir acompanhados de: declaração de bens do candidato; fotografia recente; cópia de documento oficial de identificação; certidões criminais para fins eleitorais; provas de alfabetização e de desincompatibilização de cargo ou função pública, se for o caso; e propostas defendidas pelo candidato, no caso dos postulantes ao cargo de prefeito.
As condições de elegibilidade e as causas de inelegibilidade que, porventura, atinjam o postulante a candidato devem ser verificadas pela Justiça Eleitoral no momento do pedido de registro, ressalvadas as alterações fáticas ou jurídicas posteriores ao registro.
Impugnações
Qualquer candidato, partido, coligação ou o Ministério Público poderá, dentro de cinco dias, contados da publicação do edital referente ao pedido de registro, impugnar o requerimento por meio de petição fundamentada.
O candidato questionado e seu partido ou coligação devem ser citados para, dentro de sete dias, contestarem a impugnação ou se manifestarem sobre a notícia de inelegibilidade. Essa citação refere-se, ainda, à possibilidade de juntada de documentos, à indicação de lista de testemunhas e ao requerimento para a produção de outras provas. A resolução prossegue com os trâmites do pedido de impugnação até o seu julgamento.
Além disso, qualquer cidadão no gozo de seus direitos políticos pode, no prazo de cinco dias, contados da publicação do edital relativo ao pedido de registro, encaminhar notícia de inelegibilidade de candidato ao órgão competente da Justiça Eleitoral para a apreciação do registro, também mediante petição fundamentada. Essa notícia de inelegibilidade será juntada aos autos do respectivo pedido de registro.
Porém, a resolução do TSE faz o alerta de que será considerada crime eleitoral a arguição de inelegibilidade ou a impugnação de registro de candidatura, com fundamento em interferência do poder econômico, desvio ou abuso do poder de autoridade, que for deduzida de maneira temerária ou motivada por má-fé. Nesses casos, os infratores ficam sujeitos a uma pena de seis meses a dois anos de detenção e multa.
Em outro ponto, o texto esclarece que o candidato que estiver com o registro sub judice – ou seja, em fase de julgamento definitivo pela Justiça Eleitoral – pode realizar todos os atos de campanha, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica, enquanto estiver nessa condição.
A resolução informa que, transitada em julgado ou publicada a decisão proferida por órgão colegiado que declarar o candidato inelegível, será indeferido o registro ou declarado nulo o diploma, se já expedido.
O texto trata, ainda, de questões ligadas à renúncia, ao cancelamento de registro, ao falecimento e à substituição de candidatos.
Nome na urna
O nome escolhido pelo candidato para constar na urna eletrônica deve ter 30 caracteres, no máximo, incluído o espaço entre as palavras. Pode ser o prenome, sobrenome, cognome (alcunha), nome abreviado, apelido ou nome pelo qual o candidato é mais conhecido, desde que não haja dúvida quanto à sua identidade, não atente contra o pudor e não seja ridículo nem irreverente.
Na composição do nome, não será permitido o uso de expressão ou de siglas que pertençam a qualquer órgão da administração pública federal, estadual, distrital ou municipal, direta ou indireta.
Autonomia
A resolução do TSE reproduz, ainda, trecho da Constituição Federal que assegura aos partidos políticos autonomia para adotar os critérios de escolha e o regime de suas coligações eleitorais, sem obrigatoriedade de vinculação entre candidaturas majoritárias em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal.

Convenções partidárias serão realizadas de 31 de agosto a 16 de setembro


Com a promulgação da Emenda Constitucional (EC) nº 107/2020, que adiou as Eleições Municipais 2020, todos os prazos eleitorais previstos para o mês de julho foram prorrogados por 42 dias, proporcionalmente ao adiamento da votação. Assim, as convenções partidárias para a escolha de candidatos, que aconteceriam de 20 de julho a 5 de agosto, serão realizadas no período de 31 de agosto a 16 de setembro.

Para atender às recomendações médicas e sanitárias impostas pelo cenário de pandemia provocada pelo novo coronavírus, os partidos políticos poderão realizar suas convenções em formato virtual para a escolha de candidatos e formação de coligações majoritárias, bem como para a definição dos critérios de distribuição dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). As legendas devem garantir ampla publicidade, a todos os seus filiados, das datas e medidas que serão adotadas.

As agremiações terão autonomia para utilizar as ferramentas tecnológicas que entenderem mais adequadas para as convenções virtuais, desde que obedeçam aos prazos aplicáveis nas Eleições 2020 e às regras gerais da Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições) e da Resolução TSE nº 23.609/2019, com as adaptações previstas quanto à abertura do livro-ata, registro de dados, lista de presença e respectivas assinaturas.

Resolução

A Resolução TSE nº 23.623/2020 estabelece as formas de compatibilizar a realização das convenções por meio virtual com as exigências legais e regulamentares que permitem validar a veracidade das informações inseridas nas atas.

Entre outros pontos, o documento estabelece que o módulo externo do Sistema de Candidaturas (CANDex) funcionará como livro-ata da convenção virtual, registrando-se diretamente na ferramenta as informações relativas à ata e à lista dos presentes.

O partido que já dispõe de livro aberto e rubricado pela Justiça Eleitoral pode, a seu critério, utilizá-lo para registrar a ata da convenção e a lista de presença. As informações serão posteriormente inseridas no sistema CANDex.

A lista de presença poderá ser registrada por diversos meios: assinatura eletrônica, registro de áudio e vídeo, coleta presencial, ou qualquer outro mecanismo que possibilite a efetiva identificação dos participantes e sua anuência com o conteúdo da ata. No caso da coleta presencial, devem ser observadas as leis e as regras sanitárias previstas na respectiva localidade.

Posteriormente, as atas serão publicadas no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCandContas), conforme determinado pela Resolução nº 23.609/2019.

Anulação

Ainda conforme a legislação, caso a convenção partidária de nível inferior se oponha às diretrizes estabelecidas pelo Diretório Nacional, nos termos do respectivo estatuto, o órgão poderá anular a deliberação e os atos dela decorrentes, assegurados o contraditório e a ampla defesa, e comunicar a decisão à Justiça Eleitoral até 30 dias após a data-limite para o registro de candidatos.

Caso a anulação exija a escolha de novos candidatos, o pedido de registro poderá ser apresentado à Justiça Eleitoral nos dez dias subsequentes à anulação.

TSE fecha parceria com Febraban, Fiesp e Ambev para doação de máscaras e álcool na eleição


O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, reuniu-se nesta quarta-feira (8) com empresários para discutir a doação de itens para garantir a segurança e a saúde de mesários e eleitores nas Eleições Municipais 2020. Segundo Barroso, em meio à crise fiscal que o país atravessa, não seria possível onerar ainda mais os cofres públicos com a aquisição dos itens.

Representantes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e da Ambev se comprometeram com o TSE a doar materiais e equipamentos. Nesse momento, estão sendo feitos cálculos para avaliar as quantidades necessárias para o atendimento de todos os municípios do Brasil. Também há uma logística complexa, que precisará ser articulada com os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

Participaram da reunião virtual com o ministro Barroso o presidente da Febraban, Isaac Sidney; o presidente da Fiesp, Paulo Skaf; e o CEO da Ambev, Jean Jereissati. Durante a conversa, as entidades e a empresa afirmaram ter disponibilidade para doação de máscaras e álcool em gel ou líquido, bem como para auxiliar na logística de distribuição.

O Tribunal, que conseguiu juntar na mesma mesa os bancos e a indústria, ainda precisará de doações de materiais como lixeiras, sacos de lixo e marcadores de chão.

“Foi reconfortante ver o espírito público e o comprometimento cívico dessas entidades e empresas. E temos notícia de que mais empresários desejam participar. A pandemia é um desastre humanitário, mas produziu uma onda de solidariedade e de filantropia”, disse ao jornal Valor o ministro Luís Roberto Barroso.

Segundo o presidente do TSE, uma vez definidos todos os materiais e equipamentos, assim como as quantidades, Febraban, Fiesp e Ambev também se comprometeram, se necessário, a agregar outras entidades e empresas no esforço de propiciar o máximo de segurança para as eleições.

Embora seja o TSE o responsável por exercer a supervisão geral dos procedimentos, doações e eventuais recursos serão geridos exclusivamente pelos parceiros privados. Os materiais e os equipamentos serão distribuídos diretamente aos Tribunais Regionais Eleitorais nos estados, ou, por orientação desses, às próprias seções eleitorais.

Em razão da pandemia da Covid-19, o primeiro turno das eleições foi adiado para o dia 15 de novembro e o segundo, para o dia 29 de novembro. O TSE defendeu o adiamento, depois confirmado pelo Congresso, por recomendações médicas e sanitárias de que postergar a votação em algumas semanas poderia proporcionar uma votação mais segura para todos.

MP abre crédito para transferência de recurso emergencial ao setor cultural


Publicada nesta sexta-feira, 10 de julho, a Medida Provisória 990/2020 abre crédito extraordinário, em favor de transferências a Estados, Distrito Federal e Municípios, no valor de R$ 3 bilhões. A medida garante os recursos previstos no artigo 14 da Lei 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc, sancionada no fim do mês de junho, que vai transferir recursos para ações emergenciais destinadas ao setor cultural.

Os recursos serão divididos de forma igualitária entre Estados e Municípios, sendo assim, os cofres municipais receberão um total de R$ 1,5 bilhão a serem distribuídos em ações como subsídio para manutenção de espaços artístico-culturais. O repasse dos recursos se dará, preferencialmente, por meio dos fundos estaduais, municipais e distrital de cultura ou, quando não houver, de outros órgãos ou entidades responsáveis pela gestão desses recursos, sendo da seguinte forma:

I - 50% aos Estados e ao Distrito Federal, dos quais 20% de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e 80% proporcionalmente à população;
II - 50% aos Municípios e ao Distrito Federal, dos quais 20% de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e 80% proporcionalmente à população.

Entenda

A conquista faz parte de luta da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que acompanha o processo desde o início. A entidade reforça, ainda, que o volume de recursos e a capilaridade dele nunca antes foi vista na história das políticas culturais no Brasil.

Para orientar os gestores municipais sobre os artigos constantes na lei, a área técnica de Cultura da entidade disponibilizou Nota Técnica e outros materiais de orientação.

Problemão para o Artur Bruno


A CE 010 é uma estrada planejada estrategicamente. Foi construída como parte do Anel Viário para facilitar a saída de cargas do Porto do Mucuripe, evitando o trânsito congestionado e lento de Fortaleza. A rodovia liga a Capital, também, ao complexo turístico do litoral, principalmente ao Porto das Dunas.


Uma duna, no meio da CE, não estava nos planos. Agora, cria dificuldades. O grande morro de areia móvel, na Sabiaguaba, é usado por jovens para prática de esporte e por curiosos para contemplação da paisagem.


As atividades alteram o movimento da duna e areia invade a pista de rolamento e precisa ser retirada. O trânsito no local é lento e sem sinalização. O local se tornou área de perigo para pedestres e motoristas. A engenharia e ambientalistas precisam resolver o uso da duna e seu impacto no trânsito.




Quem segura a fúria dos donos de postos de combustíveis?


Os países produtores de petróleo estão reduzindo preços do barril. As refinarias têm estoques em terra e no mar. Navios carregados de combustíveis estão ancorados nos arredores de portos, sem ter como descarregar.

Nos Estados Unidos, o preço do combustível foi reduzido em 50%, na Europa 45% e na Venezuela estão distribuindo. cobrar cobrar somente U$ 0,20 centavos .

No Brasil, donos de postos baixaram apenas 20% os seus preços. Agora, com a retomada , no Ceará, os donos de postos reajustaram em 10% e sem nenhum fato que justifique.


Isolamento social rígido inclui transporte no Cariri, por causa do coronavírus


O governador Camilo Santana prorrogou por mais sete dias o isolamento rígido em cinco municípios do Cariri.

O Governo do Ceará foi mais duro ainda: proibiu o transporte intermunicipal para as cidades de Juazeiro do norte, Barbalha, Crato, Brejo Santo e Iguatu.

Os cinco municípios estão há 15 dias sob isolamento rígido. "Estamos acompanhando e monitorando o Cariri, os casos só aumentam", explicou Camilo, para comunicar as medidas que passam a valer a partir desta segunda-feira,13.

No Cariri, mais de 400 pessoas já morreram por conta da contaminação do coronavírus. "O sacrifício se impõe para salvar vidas e cuidar dos doentes", disse Camilo.

Safadão e Xandy batem recorde de tempo em live, cantando no Beach Park


Os cantores cearenses Wesley Safadão e Xandy Avião, cantaram durante 10 horas seguidas , proporcionando a mais longa live transmitida pelas redes sociais. O evento aconteceu dentro do Complexo Aquático, Beach Park, maior parque aquático da América Latina. O humorista tiro limpa também bateu o recorde de ter passado 20 horas tomando banho.

A dupla começou a cantar por volta das 20 horas de sábado e encerrou a livre as 6 horas e 10 minutos. Com quase 300 mil seguidores, a live sorteou R$ 25 mil em dinheiro e uma Hilux entre os seguidores.

Safadão e Xandy Avião se divertiram a noite toda e não apresentaram sinais de cansaço, se divertiram até o final e encetaram com um banho de piscina de Safadão.

sábado, 11 de julho de 2020

Queiroz Filho propõe elaboração de documento com diretrizes para o retorno das aulas presenciais



Durante a sessão deliberativa remota da Assembleia Legislativa do Ceará desta quinta-feira (9), o deputado Queiroz Filho (PDT) falou sobre a requisição da Comissão de Educação, a qual é presidente, de audiência pública para debater as medidas para o retorno das aulas presenciais. Na ocasião, o parlamentar sugeriu a elaboração de um documento com diretrizes a ser encaminhado para a Secretaria da Educação do Estado (Seduc).

"Na semana passada foi realizada uma reunião com o Conselho Consultivo da Educação, com membros de diversos órgãos, e foi apresentado um material com muitas sugestões que serão necessárias para o retorno às aulas da maneira mais segura possível. Com base na discussão, proponho fazer a audiência pública para, ao final, produzir um documento que vem a ser fundamental em torno das diretrizes debatidas", explica Queiroz Filho.

Segundo o deputado, diferentes fontes devem ser consultadas para a elaboração deste documento. "É importante ouvir os técnicos da área da educação, mas também os pais dos alunos. Vários aspectos sobe adaptação de sala de aula, fornecimento de materiais de proteção individual para professores e estudantes devem ser considerados. Tenho prazer, em nome da Comissão de Educação, de realizar esta audiência, lembrando que encontros já estão ocorrendo através deste Conselho, muito bem dirigido pela secretária da Educação, Eliane Estrela", concluiu