gtag('config', 'UA-149275995-1');

sábado, 31 de outubro de 2020

Em Pacatuba, candidato Renato Célio já foi denunciado por diversos crimes, como peculato e lavagem de dinheiro

O candidato a prefeito em Pacatuba, Renato Célio (PDT), não é o favorito a ocupar a cadeira do Executivo no município. Velho conhecido da população pacatubana, por atos autoritários e sua marca negativa, ele já foi denunciado pelo Ministério Público Estadual, em investigação da Procuradoria Judicial dos Crimes Contra a Administração Pública (PROCAP). 

O processo se refere a crimes como peculato, falsidade ideológica, inserção de dados falsos no banco de dados da administração pública, fraude ao processo licitatório e favorecimento a lavagem de dinheiro, viabilizando o enriquecimento próprio. 

Todas as acusações são de dolo intencional, já que o acusado Renato Célio era conhecedor da origem ilícita de tais anúncios. 

A poucos dias do pleito municipal, a atual oposição em Pacatuba se mostra desestabilizada e ainda mais rejeitada pela população, ao usar acusações infundadas e fazer uso de uma velha política, marcada por corrupção, fake news e rasteiras.